14 jun 19

Calendário 2019/20 revelado: Londres e Seul brilham na sexta campanha da Formula E

14 corridas em 12 das cidades mais inovadoras do mundo em quatro continentes. Damos-lhe as boas-vindas ao campeonato de corridas mais competitivo e intenso do planeta. Prepare-se para um novo capítulo do ABB FIA Formula E Championship. Veja o calendário da temporada 2019/20.

Com a adição de Seul e Londres e as entradas da Porsche e da Mercedes para a lista de equipas de construtores oficiais, a temporada 2019/20 do ABB FIA Formula E Championship promete duelos mais competitivos, novas regras e rivalidades, mais corridas urbanas nos centros das cidades e o calendário mais abrangente até à data. Damos-lhe as boas-vindas à sexta temporada da Formula E.

Revelado pela primeira vez, o calendário da nova temporada - composto por 14 corridas em 12 cidades abrangendo 4 continentes - foi ratificado durante a reunião do Conselho Mundial de Automobilismo (WMSC) da FIA que decorreu hoje em Paris. 

Westminster, Londres

A mais movimentada temporada de corridas elétricas até agora, terá início com duas provas em Ad Diriyah no mês de novembro, passando pela emblemática cidade de Seul pela primeira vez em maio antes de regressar à capital do Reino Unido para uma jornada dupla de encerramento da temporada a realizar em julho numa original pista interior/exterior no ExCeL London. Veja o calendário completo da temporada abaixo. 

calendário da temporada 2019/20 da formula e

CALENDÁRIO DA TEMPORADA 2019/20: REGISTE-SE PARA RECEBER MAIS INFORMAÇÕES

Novas rivalidades

Mas não se trata apenas de cidades inovadoras e corridas urbanas exóticas. A sexta temporada da Formula E assiste à entrada no Campeonato dos mestres do automobilismo Porsche e Mercedes-Benz como equipas de construtores oficiais, enfrentando os rivais alemães BMW e Audi pela primeira vez na história. Com as adições bem-vindas, a grelha expande-se para um total de 24 carros e pilotos e mais construtores mundiais do que em qualquer outra categoria de corridas. 

 “A próxima temporada promete ser a mais excitante e ansiosamente esperada na curta história do ABB FIA Formula E Championship", disse Alberto Longo, cofundador e diretor-adjunto da Formula E.

Após o arranque da ação em Ad Diriyah no mês de novembro, o Campeonato segue para Santiago, no Chile, regressa à Cidade do México e passa por Hong Kong, antes de voltar a Roma para a primeira ronda das corridas europeias Voestalpine. De lá, volta às charmosas ruas de Paris antes de uma passagem por Seul e depois regressar a Berlim para a última ronda no continente europeu. 

Dali, regressa à Big Apple para a penúltima etapa citadina antes do espetacular final de temporada nas ruas de Londres nos dias 25 e 26 de julho.

"Mais corridas e novos rostos, com as novas incríveis adições de Seul e Londres, além da inclusão da Mercedes-Benz e da Porsche. Olhando para a lista de cidades e capitais que apoiam a Formula E e o movimento elétrico, este é o calendário mais longo e abrangente até à data", acrescentou Longo. 

Buemi e a Formula E em Sanya

Novas regras

Para além do novo calendário de 2019/20, a direção da Formula E e a FIA - o órgão regulador do automobilismo - fizeram ajustes nas regras e regulamentos. Uma das novidades para a temporada 2019/20 é a disponibilização de 10 kW adicionais de energia quando os pilotos usarem o MODO DE ATAQUE, aumentando de 225 kW para 235 kW.

Em contraste com a atual temporada, os pilotos não poderão ativar o MODO DE ATAQUE durante o Período de Bandeira Amarela (FCY) ou quando o Safety Car estiver em pista - o que significa que os pilotos terão de se desviar da trajetória para ativar o MODO DE ATAQUE em condições normais de corrida e manter o risco de perder posições.

Além disso, para reforçar a tónica na gestão de energia, durante os períodos de Safety Car e FCY será subtraída uma quantidade fixa de energia (igual a 1 kWh por minuto de duração do período de precaução) à energia total restante em cada carro.

Isto significa que os pilotos já não poderão economizar energia conduzindo a velocidades mais baixas em FCY ou atrás do Safety Car, levando à adoção de estratégias mais variadas e corridas mais disputadas ao milímetro do início ao fim.

Porsche na Formula E

o futuro do Gen2

Na temporada 2019/20 também serão entregues mais pontos, com a atribuição de um ponto adicional ao piloto mais rápido nas fases de grupos de qualificação. O piloto que assegura a Julius Baer Pole Position continua a receber três pontos, além da atribuição de um ponto ao piloto que estabelece a volta mais rápida terminando entre os dez primeiros da classificação final.

A FIA também divulgou mais detalhes sobre o prolongamento do ciclo do carro Gen2 até ao final da oitava temporada. O prolongamento por mais uma temporada foi acordado em conjunto com construtores, tendo em consideração a estabilidade das regras e o controlo de custos. 

No entanto, podem ser feitas atualizações adicionais ao desempenho do carro e alterações de regulação durante este ciclo, incluindo aumento de potência, melhorias na bateria e uma evolução do design e da carroçaria.

"Juntamente com os ajustes efetuados nos regulamentos desportivos, a corrida tem o potencial de ser ainda mais intensa e imprevisível do que nunca", disse Longo.

"Ainda faltam três rondas nesta temporada e a luta pelo título continua em aberto, mas estou mesmo ansioso para começar outra vez em Ad Diriyah em novembro."

CALENDÁRIO DA TEMPORADA 2019/20: REGISTE-SE PARA RECEBER MAIS INFORMAÇÕES