08 ago 19

ÚLTIMA HORA: Hartley estreia-se na Formula E com a Geox Dragon na campanha de 2019/20

Bicampeão do FIA WEC e ex-piloto de Formula 1, Brendon Hartley estreia-se nos veículos totalmente elétricos com a Geox Dragon na campanha de 2019/20 do ABB FIA Formula E Championship.

Depois de terminar a sua quinta campanha no ABB FIA Formula E Championship em Nova Iorque em julho, a equipa norte-americana da Geox Dragon contratou o ex-piloto de Formula 1 e bicampeão do World Endurance Car, Brendon Hartley, como o primeiro de dois pilotos para a temporada de 2019/20.

Numa das temporadas mais difíceis da história do campeonato de corridas elétricas, a equipa Dragon terminou em 10.º na classificação de equipas, com 44 pontos, sem que o líder da equipa José-María López ou o novato Maximilian Gunther chegassem ao pódio. Hartley é o único piloto já anunciado oficialmente pela equipa para a temporada de 2019/20, faltando anunciar o segundo piloto.  

"Estou feliz com este novo desafio na Formula E, juntamente com a equipa Geox Dragon", disse o piloto kiwi. "A Formula E é completamente diferente de qualquer outro campeonato de corridas em que participei, mas espero que a minha experiência em muitas categorias com gestão de energia compense e me traga uma vantagem inicial como novato." 

"Sempre fui fã de corridas de rua e as da Formula E estão entre as melhores que já vi. Juntando a isso os melhores pilotos e construtores do mundo, estou muito contente de aqui estar.

"Já comecei a trabalhar com a maior parte da equipa Geox Dragon e creio que poderemos celebrar grandes sucessos juntos na próxima temporada", acrescentou. 

Tendo começado a sua carreira de piloto em 2002 no seu país de origem, a Nova Zelândia, o piloto kiwi familiarizou-se rapidamente com a Formula First New Zealand. Nas competições há dois anos, Hartley progrediu para o campeonato de monolugares Toyota Racing Series, em 2005, e para a Formula 3 em 2007, no mesmo ano em que ganhou o seu primeiro campeonato de Eurocup Formula Renault 2.0 com a equipa Epsilon Red Bull.


Um ano depois, Hartley garantiu uma vaga como piloto de testes da equipa Scuderia Toro Rosso Formula One, aos 18 anos. O piloto kiwi assumiria o papel de piloto de testes e de reserva das equipas Toro Rosso e Red Bull Racing F1 para as temporadas de 2009 e 2010, antes de fazer finalmente a sua estreia nas competições com a Scuderia Toro Rosso no Grande Prémio dos Estados Unidos de 2017, substituindo Pierre Gasly, que esteve ausente para participar na última ronda do Japanese Super Formula Championship. Antes disso, Hartley tinha passado dois anos como piloto de testes da equipa Mercedes AMG Petronas F1. 

Após a Formula 1, Hartley ganhou destaque como piloto de carros desportivos depois de ter vencido dois campeonatos WEC, e conseguiu 12 vitórias, incluindo a vitória na Le Mans 24 Hours em 2017 com a Porsche. Antes de se juntar à equipa norte-americana Geox Dragon, Hartley fez testes para a equipa de Formula E da Porsche em março de 2019.  

"Estou muito contente por ter o Brendon como um dos nossos dois pilotos na Temporada Seis do ABB FIA Formula E Championship", afirmou o dono da Geox Dragon & Penske Autosport.

"Brendon é um verdadeiro piloto de competição. Tem uma combinação única de experiência, intelecto e talento para a corrida que lhe permitirá maximizar o potencial do novo grupo de potência Penske EV-4. 

O mais importante é que partilha a nossa vontade e a nossa determinação em levar a luta para o incrível terreno dos grandes construtores nesta época", acrescentou o chefe da equipa.  

Incerteza para López

Sem lugar confirmado para José-María López na próxima temporada, o experiente piloto argentino da Dragon confirmou que era uma opção para a equipa em 2019/20, antes da final em Nova Iorque em julho, mas admitiu que isso não lhe garante um lugar. 

Depois da impressionante temporada de estreia de Maximilian Gunther na Dragon, o piloto de 22 anos completou dez corridas pela equipa, acumulando um total de 20 pontos, o que o levou ao 17.º lugar, quatro lugares acima de seu companheiro de equipa López. Desde o final da temporada, o piloto alemão fez testes recentemente na BMW i Andretti Motorsport ao lado de Alexander Sims, na pista de testes de Calafat, mas a equipa oficial alemã ainda não confirmou a sua dupla de pilotos para a temporada de 2019/20.