Regras e regulamentos

As regras básicas e rápidas do ABB FIA Formula E Championship

Não é possível mover as balizas no automobilismo, por isso quais são as regras básicas e rápidas que se devem conhecer ao assistir à Formula E? Veja como jogar, perder e ganhar. 

A Formula E explicada

Tudo o que tem de saber sobre o campeonato de corridas mais próximo e mais intenso do planeta. 

Abaixo encontra-se uma breve visão geral das regras e regulamentos, mas não se preocupe, não seremos excessivamente técnicos. Deixaremos isso para a FIA, o órgão de gestão do automobilismo. Clique aqui para uma visão mais detalhada das regras e regulamentos. 

Campeonato e Classificações

O ABB FIA Formula E Championship, organizado pela FIA, consiste em dois títulos separados, um dedicado aos pilotos e outro dedicado às equipas. O campeonato de pilotos é atribuído ao piloto que tenha acumulado mais pontos durante a campanha de sete meses. Pelo contrário, o prémio por equipas é decidido pelo cálculo de ambas as pontuações do piloto ao longo da temporada.

Sistema de pontuação

A Formula E segue um sistema de pontuação padrão, usado noutros campeonatos aprovados pela FIA, atribuindo pontos aos 10 primeiros classificados.

  • 1.º - 25 pts
  • 2.º - 18 pts
  • 3.º - 15 pts
  • 4.º - 12 pts
  • 5.º - 10 pts
  • 6.º - 8 pts
  • 7.º - 6 pts
  • 8.º - 4 pts
  • 9.º - 2 pts
  • 10.º - 1 pt

Também são concedidos pontos adicionais por conseguir a Julius Baer Pole Position e por conquistar a Volta Mais Rápida. Encontre mais detalhes sobre estes dois últimos abaixo.

O piloto que começa na frente (Julius Baer Pole Position) consegue três pontos extra, ao passo que o piloto que consegue a volta mais rápida durante a corrida recebe um ponto adicional. No entanto, o piloto deve terminar nos 10 primeiros lugares para ganhar o ponto extra correspondente à volta mais rápida. Caso contrário, será o piloto seguinte no top 10 com a volta mais rápida a receber a honra.

Julius Baer pole position - 3 pontos

Volta mais rápida - 1 ponto (se estiver numa das 10 primeiras posições)

Formato do dia da corrida

Shakedown - em quase todos os E-Prix é realizada uma sessão de testes na sexta-feira, um dia antes do evento principal, mas isso depende da disponibilidade da pista (no nosso caso, das ruas da cidade). Os pilotos aproveitam esta sessão para verificar os sistemas eletrónicos e testar a fiabilidade do carro, mas não o desempenho geral, uma vez que os carros operam a uma velocidade reduzida.

Nesse momento, o desenho da pista, as bermas e os recursos podem ser verificados pela FIA, tendo em conta o feedback dos participantes fornecido nas notas do piloto.

Potência - a potência é limitada a 110 kW.

Treino

Cada evento tem duas sessões de treinos - uma sessão inicial de 45 minutos, seguida de uma sessão de 30 minutos. Isso é reduzido a apenas uma sessão de 45 minutos no segundo dia de uma sessão dupla. Esta é a primeira vez que as equipas e pilotos vão para a pista com voltas cronometradas, durante as quais começam a conhecer melhor a pista e se adaptam à configuração do carro. Embora o cronómetro esteja ativo, não conta para o resultado final. Afinal de contas, é apenas uma sessão de treinos.  

Potência - Estão disponíveis 250 kW ao longo desta sessão.


Qualificação e Super Pole shoot-out
- A qualificação determina a ordem pela qual os pilotos irão começar a corrida, com o piloto mais rápido a alinhar em primeiro lugar e o mais lento na parte final. A sessão dura uma hora e os pilotos são divididos em quatro grupos de até seis carros, definidos pela sua posição no campeonato. No entanto, para a primeira corrida da temporada, a ordem é decidida pela classificação geral da temporada anterior. 

Uma vez em pista, cada piloto tem seis minutos para conseguir o seu melhor tempo, indo os seis primeiros classificados para o Super Pole shoot-out numa tentativa de assegurar a Julius Baer Pole Position e mais três pontos. Durante o Super Pole shoot-out, os pilotos saem um a um. O sexto piloto mais rápido da fase de grupos sai em primeiro lugar. Quando atravessam a meta para iniciar a volta cronometrada, acende-se a luz verde da via das boxes para que saia o quinto piloto mais rápido. Isso repete-se até que os seis pilotos tenham completado uma volta.

Potência - Estão disponíveis 250 kW ao longo desta sessão.

Os
E-Prix
começam com uma grelha de partida, o que significa que os carros estão parados até que as luzes fiquem verdes. Os pilotos alinham-se numa grelha fictícia, a curta distância atrás da grelha real, e colocam-se lentamente em posição para iniciar a corrida. O E-Prix dura 45 minutos. No final, quando os 45 minutos terminam e o líder passa a linha da meta, haverá ainda mais uma volta até que a corrida termine. 

Uma novidade da temporada 2018/19 é o MODO DE ATAQUE, que permite a cada piloto acionar um impulso extra de potência por sua conta e risco. Para acionar o MODO DE ATAQUE os pilotos devem preparar o carro, sair da sua trajetória e passar pela Zona de Ativação. Como recompensa por realizar uma trajetória mais lenta, poderão conseguir 25 kW extra de energia. Os pilotos que obtêm o acréscimo de aceleração podem utilizá-lo durante algumas voltas quando quiserem conduzir mais rapidamente, proporcionando-lhes uma vantagem para se manterem à frente da concorrência.


Para além disso, existe o FANBOOST, a sua oportunidade de ter um impacto na corrida. Os cinco pilotos que recebem o muito aclamado FANBOOST, votado por todos os fãs, recebem uma quantidade significativa de potência, que pode ser usada numa janela de cinco segundos durante a segunda metade da corrida. Tem a oportunidade de votar no seu piloto favorito para o FANBOOST nos seis dias anteriores e até 15 minutos após o início de cada corrida. Clique aqui para votar. 

Os fãs também podem votar nas redes sociais usando um #hashtag. Basta publicar um #hashtag com o nome do seu piloto favorito, juntamente com #FANBOOST.

Sessão dupla: a maioria das corridas tem lugar ao longo de um único dia, com o objetivo de minimizar perturbações para a cidade anfitriã. No entanto, sempre que possível, alguns eventos chegam a durar dois dias, tendo o dobro da ação, o que é conhecido como sessão dupla. Os horários repetem-se todos os dias, com apenas uma sessão de treinos de 45 minutos no segundo dia.

Pneus e distribuição

Os pneus para todas as condições meteorológicas de 18 polegadas, usados por todas as equipas e pilotos, é fornecido pela Michelin, fornecedora oficial de pneus do FIA Formula E Championship. Cada piloto apenas pode usar até quatro novos pneus traseiros e quatro novos dianteiros em cada evento. Isto significa que apenas pode ser usado um total de dois conjuntos de pneus desde o Shakedown até ao final da corrida.  

Tempos de carregamento

O carregamento do carro é proibido durante a qualificação e a corrida, bem como durante todo o período de parque fechado e verificações. As equipas podem carregar os carros entre as sessões e durante os treinos.

e-Licence

Tal como com uma carta de condução normal, os pilotos de Formula E também têm de se qualificar para poder participar. Para participar no FIA Formula E Championship, os pilotos devem cumprir o seguinte:

  • Os pilotos devem realizar uma sessão de treinos específica da FIA, com foco na segurança elétrica, nas funções específicas do carro de Formula E totalmente elétrico, bem como verificar os aspetos técnicos e desportivos da competição.
  • Os pilotos devem ter acumulado pelo menos 20 pontos nos últimos três anos, em conjunto com o sistema de pontuação da FIA, usado para se qualificar para uma Superlicença. Ou, já ter tido uma Superlicença, ou ter participado em, pelo menos, três eventos do Campeonato de Formula E anterior.
  • O campeão da temporada anterior obtém a qualificação automática para uma Superlicença no ano seguinte.

Se estes pontos não forem alcançados, um piloto avaliado pela FIA por ter demonstrado, de forma consistente, capacidade excecional nas categorias de monolugares, mas com pouca ou nenhuma oportunidade de se qualificar, pode ainda participar.