27 fev 21

Sam Bird, da Jaguar Racing, voa alto para conquistar a vitória na Etapa 2 em Diriyah

Sam Bird conquistou a vitória na estreia pela Jaguar Racing na Etapa 2 da rodada dupla de Diriyah na abertura da temporada, à frente de Robin Frijns (Envision Virgin Racing) com Jean-Eric Vergne, da DS TECHEETAH, em terceiro.

Sam Bird (Jaguar Racing) levou a melhor sobre Robin Frijns (Envision Virgin Racing) - seu ex-companheiro de equipe - com os dois brigando de ponta a ponta sob os holofotes da corrida. Um bandeira vermelha a cinco minutos do final da corrida encerrou prematuramente as coisas, confirmando a vitória do britânico com Frijns em segundo e Jean-Eric Vergne, da DS TECHEETAH, em terceiro.

Frijns largou sem problemas da pole se defendendo de Sette Camara na Curva 1, e Bird atacou de imediato o piloto da DRAGON/PENSKE AUTOSPORT fazendo uma manobra limpa e passando por dentro da Curva 2.

Antonio Felix da Costa acertou as rodas de Nico Mueller e Sebastien Buemi mais atrás – passando o Nissan e.dams para assumir o oitavo lugar com o companheiro da equipe DS TECHEETAH do português um pouco mais atrás em sétimo e perseguindo Mueller.

A cinco minutos do fim, Bird estava negociando a ultrapassagem sobre Frijns, com Sette Camara, Oliver Turvey (NIO 333), Mueller, Tom Blomqvist (NIO 333), Vergne, Da Costa, Buemi e Nick Cassidy (Envision Virgin Racing) fechando os 10 primeiros.

Na Volta 5, Vergne aproveitou um erro de Blomqvist para ficar com o sexto lugar e o britânico caindo para oitavo na alça de mira do atual campeão uma volta depois. Enquanto isso, Buemi e Cassidy brigavam pelo nono lugar, com o suíço se saindo melhor com uma ultrapassagem regular na Curva 18 para começar a caça a Blomqvist à frente.

A dupla à frente abriu dois segundos em relação a Sette Camara em terceiro, com Turvey fazendo uma corrida de recuperação em quarto com Mueller já no campo visual. Enquanto isso, as duas DS TECHEETAHs caçavam em bandos com o francês ativando o MODO ATAQUE - com o companheiro de equipe o acompanhando.

Mueller foi o primeiro a perder a posição para Vergne na Volta 10 com o bicampeão da Fórmula E pressionando. Turvey sucumbiu pouco depois, quando o piloto da DS chegou à quarta posição – agora tranquilamente o piloto mais rápido na pista.

Frijns foi o próximo a recorrer à primeira ativação obrigatória do MODO ATAQUE e, o mais importante, conseguiu segurar Sette Camara para se manter a uma distância segura do agora líder da corrida Bird – o piloto da Jaguar ainda tendo à disposição aquele ganho inicial de 35 kW e tendo que sofrer ao sair do traçado para cruzar a faixa do MODO ATAQUE.

O holandês encostou em Bird para ultrapassar o britânico na Curva 18, com o Jaguar entrando no MODO ATAQUE. Mas as coisas não deram muito certo para o experiente piloto da Fórmula E, com Bird também perdendo temporariamente o terceiro lugar para Sette Camara, permitindo que Frijns abrisse uma diferença de dois segundos na Volta 14.

Passada já metade da prova, e a pressão de Vergne continuava em ritmo acelerado com outra ultrapassagem limpa para o assumir o terceiro lugar, desta vez sobre Sette Camara, enquanto Jake Dennis (BMW i Andretti Motorsport) era abalroado pelo Porsche de Pascal Wehrlein, o que causou uma bandeira amarela em todo o circuito (FCY) – reduzindo a velocidade dos carros em 50km/h até que o circuito fosse liberado.

Bird tinha acabado de conseguir a ultrapassagem sobre Frijns assumindo a liderança da corrida pouco antes desse FCY, com este último recorrendo ao segundo MODO ATAQUE, mas, mais uma vez, o piloto da Virgin foi capaz de se recuperar – apesar de Frijns de ter dito no rádio da equipe que estava consumindo energia excessivamente.

Bird tentou retribuir o favor e, com o líder tendo que se defender, as duas DS TECHEETAHs foram colocadas de volta no jogo com Da Costa agora com Vergne em terceiro e quarto, respectivamente, faltando 17 minutos mais uma volta para terminar.

Na Volta 22, Bird fez uma manobra fechando a Curva 18, com os dois DS' brigando entre si na Curva 21. Vergne se saiu melhor em terceiro, mas a dupla de carros pretos e dourados estava agora 2,2 segundos atrás dos líderes após a disputa.

Duas voltas depois, Bird abriu 0,8 segundo em relação a Frijns e manteve essa vantagem com a segunda ativação do MODO ATAQUE. A briga entre Guenther e Evans acabou causando o final da corrida com bandeira vermelha e Bird à frente de Frijns, Vergne, Da Costa, Cassidy, Sette Camara, Mueller, Turvey, Oliver Rowland (Nissan e.dams) e Rast (Audi Sport ABT Schaeffler) - o alemão também fez a segunda volta mais rápida TAG Heuer consecutiva.

"Fiquei um pouco emocionado no carro", disse Bird. "Foi uma grande mudança e um grande passo para mim deixar o que era minha família na Envision Virgin Racing e ingressar na Jaguar Racing, mas eles me receberam de braços abertos e estou muito feliz por conquistar essa vitória.

"O objetivo das duas primeiras etapas era vir aqui e fazer uma pontuação razoável e, se você tivesse dito que eu sairia daqui com 25 pontos, eu teria aceitado. Robin foi muito respeitoso, sendo um prazer correr contra alguém cujo comportamento é o que você esperaria dada a sua competência. Foi muito, muito bom."

A última vitória de Bird na Fórmula E foi há 11 corridas, na visita anterior do campeonato a Diriyah, e esse resultado faz o britânico manter a sequência única de vitórias em todas as temporadas até hoje. Ele também empata com Lucas di Grassi (Audi Sport ABT Schaeffler) em segundo na tabela dos maiores vencedores de todos os tempos, com 10 vitórias.

Com os pilotos com trem de força Mercedes, Mercedes-EQ e ROKiT Venturi Racing, ficando fora da classificação para consertar um problema de frenagem, Nyck de Vries, seu companheiro de equipe, Stoffel Vandoorne, e Norman Nato, da Venturi, foram forçados a largar do fundo do pelotão.

O holandês não marcou pontos desta vez, mas deixa Diriyah na liderança do campeonato de pilotos após a grande apresentação na Etapa 1 - logo à frente de Bird e Frijns. A Jaguar, por sua vez, lidera o campeonato de construtores, à frente da Mercedes e da Virgin.

O ABB FIA Formula E World Championship segue para Roma em 10 de abril para a Etapa 3 da Temporada 7.

Dê uma olhada na classificação completa e em todos os detalhes da rodada dupla do E-Prix de Diriyah no Hub ao vivo