08 jan 20

O conceito Avatar da Mercedes tem células de bateria orgânica à base de grafeno

Fã do filme Avatar? Bom, há boas chances de você curtir o novo conceito da Mercedes - o AVTR - que vem equipado com escamas e células de bateria orgânica à base de grafeno, além de couro vegano.

Passadas apenas algumas semanas da estreia da Mercedes-Benz no ABB FIA Formula E Championship, na Arábia Saudita, e a montadora alemã intensificou seu pensamento futuro e revelou seu mais recente conceito na Consumer Electronics Show, em Las Vegas. 

Chamado de AVTR, o carro de quatro rodas semelhante a uma criatura deve muito de sua forma curiosa ao filme Avatar de 2009, dirigido por James Cameron, que apareceu no palco na revelação. 

O carro é alimentado por células de bateria orgânica à base de grafeno que não usam minerais terrestres e que podem até ser compostáveis um dia, e o interior é feito de plástico reciclado e couro vegano para diminuir o impacto no meio ambiente. Com carros e veículos a combustão contribuindo para a crise ambiental e a baixa qualidade do ar, marcas como a Mercedes estão correndo para desenvolver veículos mais sustentáveis para o futuro, colocando a tecnologia à prova nas pistas da Fórmula E em todo o mundo. 

Passada a barra luminosa, que acompanha a largura do carro, você notará as rodas esféricas brilhantes projetadas para permitir que o carro avance, lateral ou diagonalmente. Útil para aqueles espaços apertados, certo? Relacionando-se com o filme, a Mercedes afirma que as rodas foram inspiradas nas "sementes da Árvore das Almas" do filme de Cameron. 

Chegando à traseira, você não pode deixar de notar 33 marcas semelhantes a escamas que a Mercedes chama de "aletas biônicas", que a montadora espera se comunicar com pessoas fora do carro. 

Dentro, não há volante - lembre-se de que estamos falando do futuro. Em vez disso, os ocupantes interagem com o carro por meio de um controle oval no console central, e os bancos vibram com o ritmo da sua respiração e da sua frequência cardíaca. Algo que Ola Kallenius, presidente da empresa-mãe da Mercedes-Benz, a Daimler, afirma ser um exemplo de como homem e máquina podem acabar se fundindo. 



Embora o AVTR possa ser obra de ficção científica, o conceito da Mercedes pode ser um vislumbre do futuro da relação da humanidade com o carro. Mas, por enquanto, a potência alemã está ocupada aperfeiçoando sua tecnologia elétrica futura na pista da Fórmula E enquanto segue rumo a Santiago para a terceira etapa da temporada 2019/20 em 18 de janeiro. Junte-se a nós

Saiba mais sobre a equipe Mercedes-Benz EQ Formula E