09 nov 19

Geox Dragon: Hartley e Muller atrás do sonho americano

A Geox Dragon é um dos pilares do ABB FIA Formula E Championship e passou por uma reformulação completa da sua dupla de pilotos antes de 2019/20 em uma tentativa de virar a sorte na categoria. Brendon Hartley e Nico Muller são os novos rostos da equipe 100% norte-americana, e a dupla está ansiosa para provar que tem o que é preciso para desafiar os melhores, apesar das dificuldades recentes da Dragon.

Na temporada passada, a Geox Dragon marcou o menor número de pontos em um ABB FIA Formula E, ficando apenas quatro vezes entre os dez primeiros e terminando o ano em penúltimo lugar na classificação por equipes. Isso veio logo depois de uma temporada também difícil em 2017/18, quando a equipe 100% norte-americana, fundada por Jay Penske e Stephen Luczo em 2007, conseguiu apenas um pódio e ficou em nono lugar.

A equipe, com sede nos EUA, obteve destaque nas corridas elétricas, sendo vice-campeã na primeira temporada em 2014/15, mas, de lá para cá, sofre um forte declínio. A perda de Maxi Gunther para a BMW i Andretti Motorsport durante a pré-temporada foi um golpe, e a Dragon acabou assinando com o ex-piloto de Fórmula 1 Brendon Hartley.



Hartley teve o azar de perder seu lugar na Toro Rosso após uma temporada difícil em 2018, embora seja um vencedor nato com dois títulos do World Endurance Championship, além de uma vitória nas 24 Horas de Le Mans pela Porsche. O neozelandês estava tentando uma vaga na marca alemã, mas acabou a perdendo para Andre Lotterer, e foi quando a Dragon foi atrás de seus serviços. Como precisa mostrar a que veio, tanto para a Porsche quanto para seus críticos na F1, o piloto de 29 anos pode ser o homem perfeito para fazer a Dragon voltar a sonhar com as glórias.

Enquanto isso, a segunda vaga ficou com a estrela suíça de 27 anos, Nico Muller, que substitui o veterano José Maria Lopez. Muller conquistou vitórias na GP3, na Fórmula Renault 3.5 e na DTM, terminando recentemente em segundo lugar geral atrás de Rene Rast na categoria alemã de carros de turismo. 


Piloto da Audi desde sua estreia na DTM em 2014, Muller teve a chance de realizar testes pela Audi Sport Abt Schaeffler antes de 2017/18 e mostrou um ritmo excelente no teste de estreantes daquele ano em Marrakesh. Ele ficou nas primeiras posições das folhas de tempos um ano depois, mostrando o que a Dragon tinha exatamente em mãos e que Muller poderia colocar a Audi (e o resto do grid) em sérios problemas na pista.

Veja o perfil completo da equipe Geox Dragon