22 mai 19

Ataque estatístico: 10 coisas que você não sabia sobre a corrida em Berlim

10. Tamanho importa

A capital alemã tem aproximadamente 37 quilômetros do norte ao sul e 45 quilômetros de leste a oeste, fazendo dela a maior cidade da Alemanha e, com mais de 3,5 milhões de pessoas, tem a segunda maior população da União Europeia depois de Londres.

imagem da paisagem ao horizonte de Berlim

9. Ecologia no ar 

Considerada por muitos como a cidade mais ecológica da Alemanha por causa do vasto número de parques, áreas de matas, canais e lagos, Berlim tem um amplo sistema de vias navegáveis que se estendem por mais de 160 quilômetros navegáveis e tem mais pontes do que Veneza. 

8. Capital da cultura 

Conhecida por sua arquitetura, pelas artes e pelas ciências, Berlim é tida como a cidade mundial da cultura e dos setores criativos. A capital alemã abriga três anfiteatros de nível internacional, a mundialmente famosa Orquestra Filarmônica de Berlim, inúmeros teatros e museus, o zoológico mais visitado da Europa e continua sendo o principal centro de ciência e pesquisa da Alemanha.

7. Visita guiada 

Berlim é palco de três patrimônios mundiais tombados pela Unesco, da estrutura mais alta da Alemanha, a Fernsehturm (torre de televisão), e de um dos marcos mais famosos do país, o Portão de Brandenburgo, que já representou a divisão alemã, mas que hoje é símbolo de paz e união. 

faça um tour por Berlim com Nico Rosberg

6. Território familiar 

Nenhuma cidade recebeu tantos E-Prix quanto Berlim, que sediará a sexta corrida da Fórmula E em 25 de maio, e que continua sendo a única cidade a ter recebido um E-Prix em todas as temporadas desde o início da categoria 100% elétrica em 2014. 

5. Entorno icônico

O Aeroporto de Tempelhof, que deixou de funcionar em 2008, tem um papel muito especial na história de Berlim. O local é tido como um símbolo de liberdade após seu papel no famoso transporte aéreo de 1948/49, quando forças aliadas desembarcaram pessoas na cidade por via aérea durante quase um ano após o bloqueio completo na região ocidental da capital alemã pela União Soviética. No começo deste mês, dignatários de todo o mundo se reuniram em Berlim para comemorar o 70º aniversário do final do transporte aéreo.

4. A anfitriã 

Além da Fórmula E, Berlim já recebeu inúmeros eventos esportivos internacionais de grande porte. Mais notadamente, foi a cidade anfitriã das Olimpíadas de 1936 e também palco da Copa do Mundo da FIFA de 2006, além do Campeonato Mundial de Atletismo de 2009. 

mapa da pista do E-Prix de Berlim

3. Circuito de Tempelhof

A pista de 2,375 km com 10 curvas está situada no pátio de aeronaves gigantesco do prédio do terminal, maior monumento da Europa. Com muita aderência, a pista do circuito de Tempelhof é bastante difícil. Espera-se um pouco mais de desgaste do que o habitual. 

2. Alemães na disputa

Berlim terá muito interesse local por causa das equipes e dos pilotos alemães todos brigando pela vitória em casa. A Audi Sport Abt Schaeffler subiu ao pódio em todos os últimos quatro E-Prix na capital alemã e dominou Berlim no ano passado, fazendo o máximo de pontos possíveis (47) com a vitória, a volta mais rápida e a pole de Daniel Abt e o segundo lugar de Lucas di Grassi. A precursora da Mercedes, a HWA Racelab, está ansiosa por fazer sua estreia na corrida de Fórmula E em terra natal, assim como a patrocinadora da corrida de Berlim, a BMW i, que, ao lado dos parceiros norte-americanos da Andretti, espera garantir um lugar no pódio em Berlim pela primeira vez.

pascal wehrlein em Berlim fórmula e

Com suas equipes, os quatro pilotos alemães esperam deixar uma boa impressão na corrida em "casa" em 25 de maio. Daniel Abt espera fazer um hat-trick de pódios pessoais em Berlim, após um segundo lugar na temporada 2015/16, além do domínio total memorável do ano passado. Andre Lotterer espera melhorar a nona colocação do ano passado em seu primeiro E-Prix de Berlim, e desta vez teremos as estreias em Berlim de Pascal Wehrlein e Maximilian Gunther na categoria 100% elétrica. 

jean-eric vergne vence em Mônaco fórmula e

1. A propósito 

O layout do ano passado do circuito do Aeroporto de Tempelhof foi modificado e alongado em relação à temporada anterior, quando Jean-Eric Vergne fez a volta mais rápida com 1:09.438 segundos na pista de 2,375 km no Treino 2 doze meses atrás.