24 mai 19

Resumo pré-Berlim: Tempelhof "difícil para os pneus", Audi encara o "desafio impossível" e DS Techeetah no topo  

Testes da pista de Tempelhof prontos para a estreia do Gen2 na Alemanha, enquanto os heróis da corrida em casa brigam roda com roda. Faltando apenas algumas horas para a luz verde em Berlim, aqui está no que ficar de olho no E-Prix de Berlim BMW i 2019, um oferecimento de CBMM Niobium, em 25 de maio.

Briga na capital 

Marcas alemãs, BMW i, Audi e HWA, pilotos alemães, Pascal Wehrlein, Andre Lotterer, Daniel Abt e Maximilian Gunther. Na corrida em Berlim certamente não faltam heróis locais. Depois de uma performance sensacional da Audi Sport Abt Schaeffler na temporada passada, quando o piloto Abt comandou a dobradinha com o companheiro de equipe Lucas di Grassi, conseguindo o número máximo de pontos em uma corrida "perfeita", a equipe alemã tentará repetir a performance.
  

"Essa corrida foi incrível. É impossível superar isso", disse Abt. 

"Agora as pessoas acham que podemos fazer tudo de novo, mas não é bem assim. É um grande desafio. É um carro novo, uma temporada nova, mas acho que temos todo o necessário para irmos bem nesta pista." 

Ao lado de Abt, Andre Lotterer, da DS Techeetah, espera superar o nono lugar do ano passado em seu primeiro E-Prix de Berlim. Atualmente em segundo na classificação, um ponto atrás do companheiro de equipe Jean-Eric Vergne, Lotterer brigará muito por sua primeira vitória na Fórmula E. Os novatos na pista de Berlim são Pascal Wehrlein e Maximilian Gunther, da Mahindra Racing, que tentarão garantir um lugar no pódio diante da torcida local. 

Com DHL

ganhe uma viagem para o E-Prix de Nova York

Que tal uma viagem à Big Apple para o grande final da Fórmula E? É claro que eu quero. Basta seguir o link e votar no seu momento favorito da Fórmula E. Simples. 

DS Techeetah no topo

Depois de interromper a sequência de oito vencedores diferentes em oito corridas com a primeira vitória dupla da temporada em Mônaco, o atual campeão e piloto da DS Techeeath Jean-Eric Vergne chega à Berlim na liderança. De volta ao topo da classificação pela primeira vez desde que conquistou o título em Nova York em julho passado, o francês continua longe de ser acomodado. "Estou feliz por estar nessa posição, mas não me sinto liderando o campeonato", disse Vergne.

"Estou um ponto à frente, o que não significa absolutamente nada. Tudo pode mudar depois de Berlim. Como equipe, estamos nos sentindo bem, calmos e relaxados". 

Atrás dele na classificação, ainda que por apenas um ponto, está seu companheiro de equipe Andre Lotterer, que se juntou à equipe no início da temporada 2017/18. Com os dois pilotos da DS Techeetah chegando a Berlim na liderança, a pressão aumenta quando se enfrentam em Tempelhof. 

"Ter Andre atrás de mim não muda nada. Não estou na briga com um cara só no campeonato, estou com 20!

"Que vença o melhor, e veremos isso no final. Ainda somos muito amigos. Brincamos que somos irmãos de uma mãe diferente, com 10 anos de diferença. 

"Sabemos que, quando estamos na pista, vamos lutar até onde der, ao máximo, mas que, fora dela, somos os melhores amigos", diz o campeão com um sorriso. 

Selva de pedra 

De volta aos arredores históricos do aeroporto de Tempelhof, em Berlim, o ABB FIA Formula E Championship retorna ao local pela quarta vez na história da categoria. Com 10 curvas, a pista de 2,375 km está situada no pátio de aeronaves gigantesco do prédio do terminal, que orgulhosamente se destaca como o maior monumento da Europa. Com muita aderência, a pista de concreto do circuito de Tempelhof é bastante difícil.

"Correr em Berlim vai ser muito interessante", disse Vergne.

"Vai exigir muita energia e desgastar muito os pneus. Mas eu gosto desse tipo de corrida. Dá para ter um pouco mais de estratégia, dependendo de onde você larga.

"Dá para ultrapassar mais, especialmente quando comparado a Mônaco ou Paris." 

Após o recorde da pista em 01:09.438 segundos estabelecido por JEV durante o Treino 2 na temporada passada, os tempos devem cair com os novos, mais rápidos e mais duradouros carros Gen2 fazendo sua estreia na capital alemã.