25 mai 19

Análise de Berlim: di Grassi garante a vitória na casa da Audi, somente campeões no pódio e o retorno de Buemi

Lucas di Grassi conquista a 12ª vitória da Audi e o 40º pódio com a fabricante alemã demonstrando toda a sua força diante da BMW em Berlim. JEV fica com a segunda posição em uma corrida "divertida" para o francês e Buemi conquista seu primeiro pódio na temporada, mas ainda distante do melhor momento. Com a poeira baixando no concreto do aeroporto de Tempelhof, vejamos os altos e baixos da batalha de Berlim.  

Di Grassi fica com a vitória na casa da Audi... de novo

Há pouco mais de um ano, a foto do pódio no aeroporto de Tempelhof apresentava uma cena semelhante, exceto por uma diferença fundamental: o piloto. Um ano após a vitória sensacional de Daniel Abt conquistando todos os pontos possíveis na corrida em Berlim, sua casa, seu companheiro de equipe Lucas di Grassi consegue mais uma vitória para a equipe Audi Sport Abt Schaeffler em seus próprios domínios. 

"Uma corrida incrível para a Audi. Foi uma corrida muito estratégica com muita economia de energia e nossos carros pareciam estar extremamente eficientes hoje, então estou super feliz", disse o ex-campeão sabendo que esta é a 12ª vitória da Audi e o 40º pódio em suas 55 corridas na Fórmula E. 

"Isso só mostra que é preciso trabalhar muito e fazer o melhor possível. Surpresas acontecem e essa foi uma ótima para mim."

Com o companheiro de equipe Daniel Abt também garantindo bons pontos depois de terminar em sexto, a equipe sobe para a 2ª posição no campeonato de construtores. Pelo segundo ano consecutivo, a Audi conquistou a vitória em Berlim, estabelecendo um pequeno tabu para suas rivais alemãs BMW i e HWA Racelab, bem como para as futuras concorrentes Porsche e Mercedes, a apenas 25 pontos da DS Techeetah no campeonato de construtores.

Buemi está de volta, mas distante do melhor momento 

Um dos mestres absolutos da Fórmula E, Sebastien Buemi, da Nissan e.dams, com 12 vitórias e 22 pódios no total na categoria, finalmente chegou entre os três primeiros pela primeira vez nesta temporada. Porém, depois de ter largado na pole, foi uma comemoração um pouco estranha para o ex-campeão. "Como Lucas parecia estar mais rápido, não quis exigir muito do carro", disse o piloto suíço.  

"Sinto que fiz o máximo que podia hoje e, como não tinha muito mais o que fazer... simplesmente não larguei bem e não estava rápido o suficiente. Não estava mal hoje, mas Lucas estava melhor e acho que JEV também estava."

Já com 61 pontos, Buemi acaba de entrar nos dez primeiros na classificação, embora ainda uma posição atrás de seu companheiro de equipe, o estreante Oliver Rowland. 

"Fico satisfeito porque acho que não estávamos rápidos o suficiente na corrida para almejar algo melhor, então, no final das contas, fico feliz pelos 21 pontos conquistados hoje. Acho que foi bom. Realmente acho que o 3º lugar seja possível para a equipe no campeonato. 

Acho que sempre estivemos ali nesta temporada, mas sempre tivemos algum azar! Hoje, consegui mostrar um bom ritmo na classificação, mas estou ansioso para chegar a Berna, quando, espero, as coisas sairão um pouco melhor. Só quero proporcionar um bom resultado à multidão dos meus compatriotas."   

Somente campeões no pódio - a temporada de caça está aberta

Viu rostos conhecidos no pódio em Berlim? Muito bem, com três dos quatro ex-campeões da ABB FIA Fórmula E em destaque nos três degraus do pódio, fica evidente a importância que a experiência tem na Fórmula E. Para o atual campeão e atual líder da temporada Jean-Eric Vergne (DS Techeetah), uma corrida "divertida" em que o francês se vê ampliando sua liderança no campeonato, embora sejam apenas cinco pontos, com o campeão da temporada 2017/18 Lucas di Grassi chegando à vice-liderança.

“Ainda está muito cedo para falarmos em título porque ainda há cinco ou seis pilotos todos muito próximos", disse o brasileiro momentos após a corrida.

"Basicamente, qualquer que vença uma corrida volta à disputa pelo campeonato. É possível que você fique lá para trás com um oitavo lugar e que uma vitória o recoloque na briga. Acho que teremos de cinco a sete pilotos ainda brigando pelo título quando chegarmos a Nova York.

Depois de uma corrida muito ruim em casa, em que o piloto alemão Andre Lotterer, da DS Techeetah, sofreu com um problema técnico que o fez abandonar a prova, ele perde uma posição, ficando em terceiro na campeonato, 16 pontos atrás seu companheiro de equipe. Mas, a apesar de liderar o campeonato pela segunda vez nesta temporada, Vergne está longe de ser acomodado. 

"Estou me sentindo bem no campeonato, mas temos Berna primeiro, e muita coisa pode mudar muito rapidamente na Fórmula E. Só precisamos manter a tranquilidade, continuar trabalhando de uma corrida para outra e não mudar nada."

Rápido em dizer que iria em busca do bicampeonato logo depois de garantir o primeiro em Nova York na temporada passada, as chances do francês parecem promissoras, mas bastante incertas. 

Corrida "divertida" para JEV é uma aula de como frear na última hora

"Estava muito confiante no carro hoje. Estava mesmo me divertindo", disse o piloto da DS Techeetah com um sorriso. "Adoro quando essas condições acontecem, e foi uma corrida divertida para mim, a melhor até agora desta temporada." 

Depois de largar em oitavo, o atual campeão foi escalando o pelotão, passando cinco pilotos, até conseguir seu 19º pódio na categoria. 

"Adoro estar aqui em Berlim, primeiro por ter tanta gente aqui e, embora a pista seja difícil em termos de administração de pneus e energia, ela dá muitas chances de ultrapassagem. Adoro."

A seguir: A Fórmula E chega a Berna para o E-Prix da Suíça Julius Baer 2019 em 22 de junho