01 jul 19

Berna, um exemplo de sustentabilidade global

Localizada no coração da Suíça, a cidade de Berna, mostra orgulhosamente o resultado de um trabalho de várias décadas em ações eficientes para o benefício das futuras gerações.

Berna é a capital da Suíça. Uma cidade no centro da região de mesmo nome, com 400 mil habitantes e muitos séculos de história.

Caminhando pelas ruas da "cidade velha" é muito comum ver inscrições dos anos 1100, 1200.

De fato, um dos lugares turísticos mais visitados é o relógio Zigtlogge, construído em 1218, que conta com um sistema de polias, engrenagens e movimentos que ainda atrai a atenção dos engenheiros mais destacados do mundo.

Grande parte de seus atrativos turísticos está relacionada a questões que são cada vez mais importantes para as novas gerações: o respeito ao meio ambiente e à natureza intocável que rodeia a cidade, uma educação cívica inigualável e uma consciência real da necessidade de gerar impacto positivo e deixar um legado na história.

O prefeito de Berna, Alex von Graffenried, afirma que "Berna é uma cidade muito antiga, com certeza você a viu, é uma cidade medieval, as pessoas têm isso em suas mentes e em seus corações. É uma cidade com muitos séculos de história, então gerações diferentes também são capazes de gerar nossa herança ”.

Berna foi nomeada Patrimônio Mundial pela UNESCO em 1983 e isso também foi importante para os habitantes da capital suíça em seu compromisso com um futuro sustentável.

"As pessoas entenderam que têm uma responsabilidade não só para si, mas também para a cidade e para as futuras gerações, porque as futuras gerações também poderão tirar vantagem disso, da mesma forma que aproveitamos o que a geração anterior fez", enfatizou von Graffenried.

Berna é fornecida quase inteiramente com recursos regionais, praticamente não deixa resíduos e se orgulha em aplicar alta eficiência em todas as áreas.

A estação de tratamento de águas residuais da ARA Bern é considerada uma das mais avançadas tecnologicamente em toda Europa.

Trata eficientemente 90 milhões de litros de água cinzenta por dia, enquanto produz biogás a partir do lodo do esgoto.

O prefeito de Berna lembra que "quando eu era criança, em 1970, não nos permitiam entrar no rio, porque estava muito contaminado, era venenoso, era horrível, cheirava muito mal. Então tomamos importantes medidas em relação à purificação da água lançada no rio, e hoje esse rio tem praticamente água potável ”.

"Você pode tranquilamente encher um copo de água do rio, beber e é limpo, é bom, é a água que você pode beber. E isso mostra que, se você investe muito em sustentabilidade, na proteção da natureza, é um trabalho possível, e com a água nós conseguimos"

"Hoje temos um grande desafio a partir da mudança climática. Estamos tentando mudar todos os nossos sistemas de aquecimento. Temos muito aquecimento baseado em combustíveis fósseis, e os estamos transformando em aquecimento solar e geotérmico, e toda essa mudança precisa ser feita nos próximos anos, da mesma forma que limpamos as águas décadas atrás. "

Von Graffenried disse ainda que a organização do EP de Berna na Formula E no último final de semana tem sido outra maneira de mostrar ao mundo que Berna é uma cidade que leva a mesma mensagem da categoria de carros 100% elétricos: sustentabilidade através da eletromobilidade.