Participe. Dê um power boost a BIRD na próxima corrida

Vencendo pelo menos uma corrida em todas as temporadas do ABB FIA Formula E World Championship, Sam Bird começa sua última campanha na categoria de corrida de carros 100% elétricos em circuito de roda em novas cores e ambientes renovados enquanto busca seu primeiro campeonato de pilotos pela lendária marca britânica Jaguar Racing.

Bird apareceu pela primeira vez na cena do kart em 2002 aos 15 anos. Depois de uma passagem bem-sucedida de dois anos pelo kart no Reino Unido e na Europa, o piloto britânico ganhou uma bolsa de estudos para disputar a primeira temporada da Fórmula BMW pela Carlin Motorsport, terminando o ano com três vitórias entre os melhores pilotos novatos.

Bird permaneceu na Fórmula BMW para uma segunda temporada e acabou terminando como vice-campeão. Juntando-se à Mercedes F1 no teste de jovens pilotos em Abu Dhabi, o britânico foi apontado como seu piloto reserva para a temporada de 2011, ajudando a equipe a testar durante as temporadas de 2012 e 2013.  

Entrando no ABB FIA Formula E Championship em seu ano inaugural em 2014, Bird assinou com a Virgin Racing. Tendo pilotado pela equipe em todas as corridas de Fórmula E até o momento, o piloto britânico garantiu sua melhor colocação geral, um terceiro lugar, na temporada 2017/18, depois de brigar pelo título de pilotos contra Jean-Eric Vergne da DS Techeetah e Lucas di Grassi da Audi Sport Abt Schaeffler.

Entre a primeira e a quarta temporada, o piloto britânico se viu na última rodada da série com uma pequena chance matemática de ganhar o campeonato, que acabou não se concretizando. Ainda em busca desse importante título do campeonato, Bird terminou sua campanha mais recente 100% elétrica em nono lugar após uma campanha ruim pela Envision Virgin Racing.

Em sua sexta temporada, o britânico é, mais uma vez, companheiro de equipe de Robin Frijns. Depois de começar muito bem com uma vitória na primeira etapa em Diriyah, Bird atravessou uma maré de azar, com duas DNFs nas cinco primeiras corridas. Sem conseguir retomar os dias de glória, o britânico foi mais uma vez ao pódio, conquistando o terceiro lugar na primeira das seis corrida em Berlim e terminou a temporada em 10º.

Tudo muda com Bird chegando à sétima temporada pela Jaguar Racing, levando no peito o famoso logotipo felino com orgulho. A dupla britânica tem a mentalidade vencedora de corridas enquanto busca o primeiro campeonato mundial de Fórmula E.

MAIS PERFIS