Lucas

Di Grassi

#11

Audi Sport ABT Schaeffler

Todas as estatísticas de tempo

Corridas

62

Vitórias

10

Pódios

31

Participe. Dê um power boost a DI GRASSI na próxima corrida

Di Grassi foi o vencedor da primeira corrida de Fórmula E, o E-Prix de Pequim em 2014, e é o piloto mais bem-sucedido da história do campeonato. Na temporada 2019/20, o ex-campeão volta a fazer parceria com Daniel Abt na sexta temporada juntos.

Nascido em São Paulo em 1984, Lucas di Grassi foi o primeiro piloto a se comprometer com a categoria, tendo um papel fundamental no ABB FIA Formula E Championship ao lado do fundador e CEO da categoria Alejandro Agag. Ele desempenhou um papel fundamental no desenvolvimento do carro da especificação original usado na temporada inaugural e também participou de uma demonstração espetacular nas ruas de Las Vegas. Em 2016, ele se tornou o primeiro homem na história a dirigir um carro de corrida na camada de gelo do Ártico, quando assumiu um papel de destaque na incrível aventura do Projeto Gelo.

Começando sua carreira no automobilismo depois de pilotar karts na oficina de seu tio em Interlagos, di Grassi fez sua estreia nas competições de kart aos 10 anos e ganhou uma categoria em São Paulo em 1997. Várias categorias de monopostos vieram depois, bem como a vitória no Grande Prêmio de Macau em 2005, vice-campeão geral da categoria GP2 e, em 2010, até uma temporada na Fórmula 1 pela Virgin. Em 2012, Lucas di Grassi se tornou piloto de fábrica da Audi, conquistando três pódios nas exaustivas 24 Horas de Le Mans.

O brasileiro pilotou pela equipe Audi Sport ABT Schaeffler durante toda sua participação no campeonato, terminando em terceiro na primeira temporada, antes de levar o título de 2015/16 até os últimos segundos, quando acabou perdendo para Nelson Piquet Jr. Mas, para di Grassi, deu certo na terceira vez, quando ele conseguiu superar uma diferença de 10 pontos e conquistar o campeonato de 2016/17 em Montreal. Indo para a temporada 2017/18 como campeão, di Grassi mais uma vez superou as probabilidades e se recuperou após um início de temporada desastroso e ficou em segundo lugar, atrás de Jean-Eric Vergne, da Techeetah. Levando o campeonato até a última etapa na temporada 2018/19, di Grassi brigou cabeça a cabeça com Vergne pelo segundo ano consecutivo, assim como com Sebastian Buemi, da Nissan e.dams. Nenhum deles conseguiu acabar com o domínio de Vergne, com di Grassi terminando a temporada em terceiro lugar. 

Fora das pistas, o brasileiro é CEO do projeto autônomo de carros de corrida, a Roborace, além de fundador e CEO de sua própria start-up de bicicleta elétrica no Brasil. Di Grassi vive com a esposa e o filho Leonardo em Mônaco, a apenas 200 metros da linha de largada do famoso circuito. Na temporada 2019/20, di Grassi continua na Audi ao lado de seu companheiro de equipe de longa data Daniel Abt. Juntos, eles defendem o título da equipe ao volante do Gen2 Audi e-tron FE06.   

MAIS PERFIS